Páginas

14 de junho de 2013

Em defesa do lobo ibérico

 
No dia 6 de Junho decorreu na Biblioteca Escolar da EBI c/JI Dr. Manuel Magro Machado uma palestra em defesa do lobo ibérico. Foi dinamizada pelos alunos do 8º ano e contou com a orientação da professora Fernanda Rosa.
 
 
Os alunos apoiaram-se numa apresentação em PowerPoint.
 
 
Houve duas sessões, a primeira dirigida a todos os alunos do 1º ciclo e a segunda dirigida a todos os alunos do 2º e 3º ciclos.
 
 
A turma produziu uma caixinha para recolher contributos destinados à defesa do lobo ibérico. Ficou na Biblioteca Escolar. Parabéns à professora e aos alunos por esta iniciativa em defesa da vida e do ambiente!
 
 

Ida ao Centro de Dia

No dia 30 de Maio fomos ao Centro de Dia de Santo António das Areias. A turma de 5º ano da EBI c/JI Dr. Manuel Magro Machado e a professora bibliotecária foram apresentar o trabalho "Sábios como Camelos".
 
 
Terminada a leitura, os alunos pediram a colaboração dos idosos para construir um quadro sobre a história apresentada.
 
 
Ficou assim:
 

5 de junho de 2013

Catálogo disponível online


 
O catálogo da Biblioteca Escolar situada na EBI c/JI Dr. Manuel Magro Machado (escola polo do Agrupamento de Marvão) está já disponível no portal da RBE, Catálogos das escolas com o seguinte endereço:
http://catalogos.rbe.mec.pt/bibliopac/bin/wxis.exe/bibliopac/?IsisScript=bibliopac/bin/bibliopac.xic&db=DB1210943&lang=P&start=cfg2-drea

O trabalho de catalogação tem sido desenvolvido de forma exemplar pela assistente operacional em funções nesta biblioteca, Nádia Mimoso.

3 de junho de 2013

Ainda o mar...

Ilustrações feitas pelos alunos do 1º ano.

O texto que se segue foi escrito pela professora Maria Adelaide Luís para os seus alunos de 1º e 3º anos na EBI c/JI Dr. Manuel Magro Machado. O grupo de crianças apresentou o poema aos colegas do 1º ciclo, na Biblioteca Escolar, durante a Semana da Leitura. Tão bonito!

Mar
Azul, sereno
salgado
mar cinzento, negro
Porque refletes o infinito, mar?
Mar, calmo
Que baloiças os barcos
Num doce, suave embalar.
Mar
De tempestade
Que afundaste galeões, caravelas
Que tesouros, que vidas guardas,
Mar?
Mar, onde nadam baleias
Os golfinhos acompanham marinheiros
Que segredos guardas nas tuas profundezas?
Moreias, escondidas em rochedos escuros
Peixes (ou serão pirilampos?)
Que brilham no escuro
A fossa das Marianas
(onze mil metros de profundidade!)
O que escondes, Mar?
Os corais, os peixes de mil cores
Porque nos deslumbras?
E as sereias, existem, mar?
Neptuno, deus do mar
Vive no seu brilhante reino de medusas, pérolas,
Algas de mil cores?
Porque nos dás o sal que tempera a vida, mar?
O segredo está nas estrelas, no universo,
nos buracos negros?
Está em ti, mar!
 Maria Adelaide Luís