Páginas

17 de maio de 2012

Elogio à leitura

O presente texto, escrito pela Telma Garção, do 9º ano da Portagem (EBI c/JI de Ammaia), foi redigido no contexto de resolução de um teste de Língua Portuguesa.
Constitui um elogio à Leitura.

A Leitura
A leitura é cada vez mais desvalorizada. Podemo-lo afirmar com certeza. As pessoas encontraram novos passatempos, novas formas de conhecer outras culturas. O avanço da tecnologia também influenciou esta circunstância.
     O prazer de ler um bom livro é substituído, hoje em dia, pelo prazer de jogar um jogo de computador, acabadinho de estrear, pelo prazer de ver um filme ou de ouvir uma música em primeira mão.
     Mas, se pensarmos bem, se refletirmos, a leitura transmite sensações e ideias exclusivas. Conseguimos entrar em realidades diferentes, conhecer outras culturas, enfrentar outro nível de problemas. É também uma forma de melhorarmos o vocabulário e de aprendermos a expressar as ideias de uma forma mais organizada e completa.
     As pessoas que não têm um contacto frequente com a leitura não conseguem compreender outras realidades, vivem presas ao seu mundo. Esse facto limita-as.
     Um bom livro, não haja dúvidas, faz milagres, é confidente e por vezes torna-se o ombro amigo onde podemos desabafar.
     Segundo a minha opinião, a leitura é importantíssima na nossa vida. É também uma forma de distração.
     Às vezes, o nosso quotidiano torna-se numa rotina medonha, da qual é difícil escaparmos, deprimindo-nos. Então, é aí que, se escolhermos um local sossegado e confortável, podemos viajar noutros mundos.
     Em suma, a leitura é uma fonte de prazer à qual se devia prestar a devida contemplação. Devemos deixá-la acompanhar-nos pela vida fora.      

Telma Garção, nº11, 9ºA

Sem comentários:

Enviar um comentário