Páginas

17 de abril de 2013

A Locomotiva

 
No âmbito da Presidência polaca da União Europeia que decorreu no segundo semestre de 2011, a Representação da Comissão Europeia em Portugal e a Embaixada da Polónia em Portugal decidiram colaborar na edição e divulgação de uma obra representativa da literatura infantil polaca ainda inédita do público português.
 
 
A obra escolhida foi o poema "Lokomotywa" (A Locomotiva), publicado pela primeira vez em 1938 e escrito pelo modernista Julian Tuwim, considerado por alguns críticos como o maior escritor do modernismo polaco. "Lokomotywa" é um poema curto, de 61 versos, cheio de jogos de palavras e fortemente onomatopaico, onde as palavras contam e fazem os sons da viagem de uma locomotiva.
O poema é tomado muitas vezes como o melhor exemplo das potencialidades fonéticas e significativas da língua polaca. Conta já com inúmeras edições na Polónia, antigas e recentes, já foi ilustrado por vários artistas e atualmente faz parte das leituras escolares obrigatórias do primeiro ciclo na Polónia.


O ilustrador português selecionado para este livro foi Paulo Galindro, um dos mais talentosos artistas da ilustração portuguesa actual. Já ilustrou sete livros e o seu trabalho na obra "O Tubarão na Banheira" valeu-lhe o Prémio Autores SPA/RTP de Literatura Infanto-Juvenil em 2010. As suas ilustrações podem ser consultadas no blogue que mantém em http://pintarriscos.blogspot.com/.
 
 
"A Locomotiva" será objeto de uma distribuição nacional alargada, visando especialmente a rede de bibliotecas escolares e municipais, mas também a rede de centros de informação Europe Direct, que permitirão tornar o livro acessível a todas as crianças. Através deste tipo de iniciativas, pretende-se preparar as crianças e os pais portugueses para uma vivência multicultural, levando-os a conhecer e a criar pontes afetivas com as obras dos demais países europeus, neste caso da Polónia.
 
Tudo isto para dizer que chegaram hoje dois exemplares da obra "A Locomotiva", um para cada biblioteca escolar do Agrupamento de Marvão.

2 comentários:

  1. Olá, Paula. Agora o paulo já sabe como é que recebeste essa obra ...

    ResponderEliminar
  2. Aqui está uma partilha que me enriqueceu.Muito.

    ResponderEliminar