Páginas

22 de janeiro de 2011

Histórias num minuto

"Histórias num minuto" é outra das várias actividades propostas pelo Senhor B aos membros do seu clube. De acordo com um tema dado, os alunos escrevem histórias pequeninas. A turma "Piano", 4º ano da EBI c/JI Dr. Manuel Magro Machado, experimentou esta semana a actividade descrita.

O Tema:

As histórias:

Era uma vez um menino chamado Luís que era muito aventureiro. Um dia foi com os seus amigos fazer campismo. Chegaram e montaram as tendas, foram explorar o terreno, encontraram uma gruta e foram ver o que estava lá dentro. Encontraram muitos obstáculos. O Luís tentou entrar numa passagem estreita e ficou entalado. Os amigos tiveram de chamar os bombeiros para o socorrer, tudo isto demorou algumas horas fez-se de noite e voltaram para o acampamento e assim foi uma grande aventura.         
Alexandre piano

Era uma vez um menino chamado Miguel que estava a dormir e ouviu uma voz a dizer: 
-Miguel anda comigo.
-Quem és tu? – perguntou o Miguel assustado.
-Eu sou a Margarida, anda comigo ao mundo das flores que falam. Vamos ter uma aventura.
-Que bom! Vamos, mas só mais uma pergunta, o que é a aventura?
-Depois logo vês, mas agora vamos embora.
Num abrir e fechar de olhos acordou e viu que era apenas um sonho e ficou sem saber o que era a aventura.

                                                                                                    Inês Piano
Era uma vez uma menina chamada Alice.
Ela adorava ter uma aventura.
Então montou o seu cavalo e percorreu desertos, mares…
Até que chegou às montanhas.
E disse:
- Vou ficar aqui.
Leonor Piano

O Manuel era muito aventureiro.
Um dia a mãe disse-lhe para ir à casa do tio, para ver a tia que estava muito doente.
Ele,  para ir lá, tinha que passar por um rio onde havia crocodilos.
Naquele dia veio um vento muito violento e ele caiu para o rio.
Mas os crocodilos não o comeram porque estavam a apanhar um peixe.
Foi uma aventura que ficou marcada.
Maria Piano  

Era uma vez um pára-quedista que se aventurou a saltar. Depois ele caiu mal e foi para o hospital. Passado quatro dias o pára-quedista saiu do hospital e nunca mais se aventurou.
                                                                       Marisa Piano

 

Era uma vez dois irmãos chamados Rodrigo e Matilde, que iam à floresta fazer uma recolha de fruta que a mãe mandou.
Ao chegarem à floresta estavam encantados com tanta fruta que viram e por isso puseram mãos ao trabalho.
De repente, a Matilde ouviu um barulho muito estranho e quando olhou para o lado estava uma raposa deitada nas ervas daninhas. Ela, toda assustada, deu um toque na perna do Rodrigo e foram a correr para casa.
Já em casa contaram tudo o que se tinha passado à mãe e a mãe disse-lhe:
-Que grande aventura!                                                        


                                                                                                         Beatriz Piano

Um dia, o João foi com um grupo de amigos às montanhas.
Encontraram coisas lindas como pedras brilhantes, pássaros lindos. Deram muitos passos por cima das pedras.
Foi uma aventura extraordinária.
Foi linda a aventura do João.

                                           Bruno Piano

Um dia quatro crianças aventuraram-se e tiveram a ideia de ir para uma tapada atrás da sua casa.
Eles estavam sempre a aventurar-se mas nunca na tapada. Levaram comida e material para campismo.
A certa altura tiveram de passar o ribeiro e um escorregou. Ficou todo molhado.
Tiveram de voltar para casa sem a aventura estar concluída.
  
                                   João Piano     

Era uma vez um menino chamado João que estava a ler um livro, depois apareceu outro menino chamado Luís e o Luís perguntou-lhe:
-Estás a ler o quê?
-Estou a ler um livro chamado”A aventura do João”, fala de um menino chamado João que é um cavaleiro, que tem um cavalo castanho.
-Deve ser um livro engraçado, vou lê-lo, adeus João.
Disse o Luís.
-Adeus.

                                                           João Miguel Piano

1 comentário:

  1. Brilhantes!!! a imaginação numa miscelândia com a realidade. Parabéns a quem semea estas futuras "plantas".

    ResponderEliminar